FRENTE PARLAMENTAR EM DEFESA DA INDÚSTRIA NAVAL-RJ É INSTALADA NA ALERJ

O deputado federal Paulo Ramos (PDT) compareceu, na manhã desta segunda-feira (12/08), à cerimônia de reinstalação da Frente Parlamentar em Defesa da Indústria Naval do Rio de Janeiro, no plenário da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). O setor chegou a gerar 84 mil empregos diretos no país, mas 60 mil foram perdidos com a crise dos últimos quatro anos, segundo a revista Portos & Navios.

O parlamentar argumenta que o modelo adotado pelo governo federal de desnacionalização, desmonte de equipamentos estratégicos para o desenvolvimento do país e a venda de ativos brasileiros para grupos estrangeiros coloca em risco a soberania do Brasil sobre suas riquezas. Para Paulo Ramos, setores estratégicos da economia devem ser controlados por empresas nacionais. “A política adotada por Paulo Guedes é a de privilegiar o capital estrangeiro com a venda de ativos públicos, abertura de capitais, desinvestimento no setor nacional e privatizações. A Petrobras corre o risco de ser vendida para petroleiras privadas e estatais estrangeiras”.

Com a crise no setor naval, estado do Rio foi o mais prejudicado, perdendo 25 mil trabalhadores, de acordo com números do Sindicato da Indústria Naval (Sinaval). O objetivo da frente é o de mobilizar a sociedade fluminense em defesa da recuperação da indústria naval, da retomada dos investimentos no Comperj, da manutenção da política de conteúdo local e da resistência à política atual da Petrobras.

O deputado Waldeck Carneiro (PT) presidiu a sessão.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *