• 26-04-2012 – Deputado denuncia cobrança abusiva feita pela Light

    Postado em 26 de abril de 2012 by Paulo Ramos in Governo.

    O deputado Paulo Ramos (PDT) se solidarizou com os moradores da Zona Oeste e outras regiões que estão recebendo contas de luz “abusivas, mesmo não havendo consumo comprovado que justifique a cobrança pela Light”. O deputado usou a conta da aposentada Luiza Ferreira Conceição como exemplo de cobrança injustificável:

    “Essa senhora, moradora de Vigário Geral, pagava aproximadamente 90 reais ao mês. Com a implantação do Medidor Eletrônico Centralizado, a sua conta pulou para 600 reais. Ela reclamou, a Light fez uma revisão e passou a cobrar 163 reais. Ou seja, aumentou  ainda queria que ela ficasse feliz. O que não aumentou foi o consumo. Só a conta. E isso está ocorrendo em dezenas de residências”.

    Para o deputado, o Medidor Eletrônico Centralizado, como o nome diz, é centralizado no escritório da companhia e as casas não têm mais o medidor próprio. Com isso, a companhia, visando lucro, aumenta artificialmente o consumo das casas, mesmo que essa consumo não corresponda a realidade.

    “Já comprovamos isso com a CPI que investigou a Ampla, quando dezenas de casos semelhantes foram identificadas na Baixada Fluminense. Essa extorsão agora está sendo cometida pela Light, que é um monopólio privado. Há tempos que venho propondo uma CPI para investigar essa ousadia da concessionária, que ainda ameaça cortar a luz daqueles que não concordam com essas cobranças abusivas”, finalizou o deputado.

Uma Respostaaté agora.

  1. Reinaldo disse:

    Caro deputado, estou passando pelo mesmo problema da moradora de
    Vigário Geral. Há muitos anos minha média do fornecimento de energia era em torno de R$110,00, mas depois de julho quando instalaram o novo aparelho digital, logo nos primeiros dias, avisei à light que o dados de consumo do digital estava 4 vezes maior que o relógio que já funcionava. Veio a primeira conta em agosto no valor de R$635,45, fui na loja fazer a reclamação e eles me disseram que iria um técnico na residência verificar o aparelho num prazo de até 30 dias, mas 25 dias após eles cortaram a energia. Retornei a loja pra pedir explicação pelo corte sem ao menos ter esperado a visita do técnico e eles me disseram que o técnico irá até o dia 10 de outubro.
    Já faz 4 dias sem luz e, vendo as coisas estragando em casa decidi parcelar a conta, pois pagando a primeira eles ligariam, mas a resposta que eles deram foi que tenho que esperar até o dia 15 de outubro para ter o resultado técnico e ficarei sem energia até a data. Só resta-me entrar na justiça.
    Peço a sua ajuda.
    Grato!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current ye@r *